Você está visualizando atualmente 35ª Assembleia Geral da Asbraer: Governo do Amazonas abre evento sobre extensão rural

35ª Assembleia Geral da Asbraer: Governo do Amazonas abre evento sobre extensão rural

O Governo do Estado pede apoio federal para melhorar a internet nos escritórios do Idam

O Governo do Amazonas participou, nesta quinta-feira (21/09), da abertura da 35ª Assembleia Geral Extraordinária da Associação Brasileira das Entidades de Assistência Técnica e Extensão Rural, Pesquisa Agropecuária e Regularização Fundiária (Asbraer). É a segunda vez que o evento ocorre em Manaus, no Novotel Manaus, bairro Distrito Industrial I, zona Sul da capital, com uma programação de debates que termina na sexta-feira (22/09).

O evento foi aberto pelo vice-governador Tadeu de Souza, que destacou os desafios e avanços do Amazonas na Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater). Na ocasião, Tadeu de Souza pediu a mobilização de órgãos do Governo Federal na implantação de internet de alta qualidade em todos os 73 escritórios do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam) no interior.

A 35ª Assembleia Geral Extraordinária da Asbraer tem com a presença de dirigentes de 24 entidades públicas de Ater de todo o Brasil e membros da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

“O governador Wilson Lima tem dito e tem feito uma demonstração, desde o seu primeiro mandato, de fortalecimento, inclusive do corpo técnico, das instituições ligadas ao desenvolvimento da higidez sanitária, da atividade primária e da extensão rural. E, mais que nunca, a gente tem um desafio da regularização fundiária”, elencou o vice-governador.

Mencionando o recente anúncio feito pelo governador Wilson Lima sobre a parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) que levará internet de qualidade para Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus), Tadeu de Souza defendeu que órgãos como MDA e MTE também atuem para que iniciativas dessa natureza alcancem as unidades locais do Idam.

“O Idam é, reconhecidamente, um dos órgãos de maior capilaridade em todo o estado. O nosso Governo tem o compromisso de prestar serviços de qualidade para transformar a vida das pessoas e isso também passa pelo acesso à conexão de internet de alta velocidade nos escritórios que atendem diretamente os agricultores familiares”, ponderou o vice-governador.

Avanços
Ainda durante a abertura do evento, o diretor-presidente do Idam, Vanderlei Alvino, falou sobre o trabalho feito pelo Governo Wilson Lima para alavancar o setor primário no Amazonas, levando mais oportunidade e qualidade de vida para a agricultura familiar. O titular da pasta fez um balanço positivo das atividades do ano de 2022.

“Foram mais de 55 mil produtores rurais atendidos, 1.783 cursos de capacitação voltados aos agricultores familiares. O número de Cartões do Produtor Primário, o CPP, atingiu a marca de 26.871 agricultores, benefício que garante a isenção de ICMS, desconto na taxa de energia elétrica e na aquisição de insumos e equipamentos agrícolas”, enumerou Vanderlei Alvino.

O diretor-presidente destacou, ainda, os resultados do Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF). “Foram registrados 2.637 produtores em 2022 e neste ano, por meio do Idam, já ultrapassamos essa marca, e até o dia 31 de agosto, já contabilizamos 2.888 agricultores”, pontuou Vanderlei Alvino.

Sobre o evento
O evento tem o apoio do Governo do Amazonas, por meio do Idam, uma das 30 associadas da Asbraer, uma organização independente, apartidária e sem fins lucrativos. Fundada em 8 de junho de 1990, há mais de 30 anos mantém ativa a integração e o intercâmbio das 27 entidades de Ater, além de promover o diálogo com a pesquisa agropecuária e regularização fundiária.

“É uma grande oportunidade para implantarmos as nossas câmaras técnicas, assim como discutir os problemas que envolvem essa região estratégica do Brasil, a região amazônica, com os atores que estão aqui, presenciando um pouco a experiência do desenvolvimento sustentável”, afirmou o presidente da Asbraer, Natalino Avance.

No primeiro dia da assembleia, as discussões se concentraram na criação das câmaras técnicas de Ater, regularização fundiária e pesquisa agropecuária. Além disso, as associadas da Asbraer realizaram um intercâmbio de informações e compartilharam casos de sucesso, apresentando propostas para fortalecer as entidades por meio de parcerias, investimentos em novos projetos e capacitação.

FOTOS: Ricardo Machado / Secretaria-Geral da Vice-Governadoria