Você está visualizando atualmente Caiu: SSP-AM diz que exonerou diretor de PAC denunciado por negar atendimento a mãe com filho autista em Manaus

Caiu: SSP-AM diz que exonerou diretor de PAC denunciado por negar atendimento a mãe com filho autista em Manaus

A mulher registrou o momento em que ele chega acompanhado por dois PMs e cita que foram chamados para retirá-la do local.

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) disse, por meio de nota, que exonerou Matheus Mota, diretor do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), do bairro Alvorada, na zona Centro-Oeste de Manaus, denunciado pela mãe de uma criança autista de 4 anos, por negar atendimento de emissão de identidade.

“A conduta do servidor não corresponde ao atendimento adotado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e informa que o mesmo foi exonerado da função. A Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública também vai instaurar um procedimento para apurar a conduta do servidor e esclarece que as crianças receberam atendimento e tiveram suas Carteiras de Identidade Nacional (CIN) solicitadas“, diz trecho da nota.

“O Governo do Estado ressalta que o episódio foi pontual e reforça que todos os servidores que atuam nas unidades de Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) passam por treinamento para que possam prestar um serviço de qualidade para a população amazonense“, conclui a nota.

Viralizou nas redes sociais neste sábado (29) um vídeo feito pela mulher que mostra o momento em que o diretor chega acompanhado por dois policiais e ela cita que foram chamados para retirá-la do local. Ela relata que foi ao PAC para emitir o RG do filho menor de idade sem agendamento, já que por lei o PCD tem atendimento preferencial e sem agendamento prévio.

“Ele está se negando a fazer o atendimento do meu filho que é PCD. Ele diz que a prioridade não se estende. Isso está na lei. Chamou dois policiais para me tirar do PAC”, disse a mulher no vídeo.