Você está visualizando atualmente Peixoto chama atenção para conscientização ao combate ao suicídio de crianças e adolescentes

Peixoto chama atenção para conscientização ao combate ao suicídio de crianças e adolescentes

O parlamentar se pronunciou durante a votação de PL que trata do assunto

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) votou na manhã desta segunda-feira (02/10) o Projeto de Lei (PL) nº 157/2023, que dispõe sobre a Campanha de Conscientização, Prevenção e Combate ao Incentivo ao Suicídio por meio de Desafios, voltada para crianças e adolescentes, no município de Manaus. Durante a deliberação, o vereador Peixoto (Agir) chamou a atenção para a importância da proposta que é de autoria de João Carlos (Republicanos).

Peixoto, que já subscreveu o PL, acredita na relevância da matéria. Para ele, é necessário ter ações que combatam a problemática e, principalmente, que alertem os pais e responsáveis sobre a importância de fiscalizar o que os menores têm acesso com o avanço da internet.

“O que a gente vê é que crianças e adolescentes têm acesso a conteúdos impróprios e inadequados, e como são suscetíveis a indução a um comportamento, esses desafios as instigam e elas querendo fazer parte de um contexto social, acabam caindo e indo na onda desses desafios. A gente vê, também, o comportamento de negligência de pais, responsáveis e tutores, no que condiz acompanhar o que a criança e o adolescente tem de acesso nesses conteúdos. O que se vê, infelizmente, é que essas crianças se mutilam ou elas se machucam ou infelizmente elas perdem a vida”, alertou Peixoto.

O parlamentar também entende que o período vivido com a pandemia de Covid-19, e o aumento de casos de doenças mentais e emocionais contribuem para os altos números de suicídios registrados nos últimos anos. No Brasil, os casos tiveram a elevação de 11,8% em 2022 na comparação com 2021, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em julho deste ano.

Peixoto também atua na prevenção do cuidado de crianças e adolescentes com o uso da internet. O PL n⁰ 593/2021, aprovado em maio deste ano, instituiu o “Dia de conscientização e combate ao Cyberbullying” e estabelece o dia 3 de agosto como a data destinada em alusão ao combate ao crime que a cada ano só aumenta no Brasil.

Os números relacionados ao cyberbullying impressionam. Pesquisa realizada por uma grande empresa de proteção online relata que, no Brasil, 22% das crianças e dos adolescentes já praticaram o bullying pela internet com alguém conhecido. O estudo também mostra que 6 a cada 10 crianças e adolescentes já sofreram discriminação de pessoas conhecidas e que 5 a cada 10 foram vítimas da prática por estranhos.

“O cyberbullying é algo extremamente danoso a vítima, em especial as crianças e adolescentes que ainda não sabem como se defender. Por isso é necessário falar sobre o assunto, é indispensável que país e responsáveis também sejam conhecedores do problema. Só assim é possível identificar o ato como crime e, principalmente, apoiar quem está sendo vítima”, justificou Peixoto.

Texto: Carina Amazona – Assessoria de Comunicação do vereador
Foto: Emerson Olliver