Você está visualizando atualmente Política fez 17% dos brasileiros cortarem relações com parentes

Política fez 17% dos brasileiros cortarem relações com parentes

Pesquisa mostra que muitas relações foram cortadas por divergências entre esquerda e direita

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Genial/Quaest, a eleição presidencial de 2022 fez com que quase um quinto dos brasileiros (17%) cortasse relação com parentes ou amigos.

A divergência política que movimentou as redes sociais também respingou nas relações offline. O detalhe é que os eleitores do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se mostram mais intolerantes com quem votou no ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) do que o contrário.

Vinte e dois por cento dos eleitores do petista romperam relações por questões políticas. Enquanto que apenas 18% dos eleitores de Bolsonaro fizeram o mesmo.

AMIZADES PERDIDAS
Dentro do número dos que romperam amizades, 31% consideram que essas relações não poderão ser reatadas. Outros 75% afirmam que não estão arrependidos de romper com essas relações.

A polarização política não tem afetado apenas as relações pessoais. No trabalho também há muita tensão. A pesquisa mostra que 16% dos entrevistados têm medo de falar de política em seus empregos e outros 6% temem revelar em quem votou em 2022.

A pesquisa da Genial/Quaest foi feita com brasileiros maiores de 16 anos entre 15 e 18 de junho. A margem de erros é de 2,2% para mais, ou para menos.