Você está visualizando atualmente Processo contra Nikolas por falar como “Nikole” é arquivado

Processo contra Nikolas por falar como “Nikole” é arquivado

Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou, por 12 votos a 5, o arquivamento da investigação

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados aprovou, por 12 votos a 5, o arquivamento da investigação sobre a conduta do deputado Nikolas Ferreira (PL-MG), acusado de transfobia por, no Dia Internacional da Mulher, usar a tribuna da Casa para se apresentar como “deputada Nikole”, usando uma peruca loura. A decisão vem com um porém: ele receberá uma censura escrita da mesa diretora da Casa.

O relator do caso, deputado Alexandre Leite (União Brasil-SP), inicialmente votou pela admissibilidade do processo contra Nikolas, mas mudou de ideia. O relator disse que o discurso de Nikolas teve “boas intenções”, mas foi “grave”, mas que “não seria oportuno” levar o caso adiante e que a mesa da Câmara poderia optar pela aplicação apenas de uma censura por escrito a ser aplicada pela mesa diretora.

Durante a reunião do Conselho, Nikolas disse sofrer perseguição política.

– A atividade do parlamentar é histórica. Temos diversos parlamentares usando a encenação, a ironia, o sarcasmo, para passar a mensagem que eles querem”, disse.

– Não podemos usar o Conselho de Ética para fazer perseguição política. Querem a minha cabeça para dizer que estamos conseguindo censurar.

Mais cedo, o conselho da Casa também arquivou processo contra a deputada Carla Zambelli (PL-SP), acusada por ter xingado o deputado Duarte Jr. (PSB-MA) numa audiência na Comissão de Segurança Pública que ouvia o ministro da Justiça, Flávio Dino. O Conselho adiou o julgamento de um terceiro processo: o que apura a conduta do deputado Márcio Jerry (PCdoB) – acusado pela deputada Júlia Zanatta (PL-SC) de suposta importunação sexual. Ele está internado num hospital em Brasília.

*AE