Você está visualizando atualmente Wilson Lima afirma que o Amazonas deve investir cerca de R$ 1 bilhão em Ciência, Tecnologia e Inovação até 2026

Wilson Lima afirma que o Amazonas deve investir cerca de R$ 1 bilhão em Ciência, Tecnologia e Inovação até 2026

O investimento foi destacado na etapa Norte da 5ª Conferência Regional de Ciência, Tecnologia e Inovação

O governador Wilson Lima afirmou, nesta quinta-feira (18/04), que o Governo do Amazonas deve investir cerca de R$ 1 bilhão em Ciência, Tecnologia e Inovação até 2026. A afirmação foi feita durante a abertura da etapa Norte da 5ª Conferência Regional de Ciência, Tecnologia e Inovação, organizada pelo ministério da área. O evento contou com a presença da ministra Luciana Santos, que comanda a pasta sobre o tema no Governo Federal e responsável pelo evento.

“Desde 2019 até agora nós já investimos algo em torno de R$ 600 milhões e, até 2026, o investimento do governo do estado será de algo em torno de R$ 1 bilhão em ciência, tecnologia e inovação. Isso faz com que o Estado do Amazonas esteja muito bem colocado dentre os institutos de ciência e tecnologia não só do Brasil, mas também do mundo”, disse o governador.

O evento reúne representantes da sociedade civil, empresários e agentes públicos para discutir e estabelecer as políticas públicas que deverão ser prioridades para a região Norte nos próximos dez anos, marcando um impulso para o desenvolvimento científico e tecnológico em todo o Brasil. A programação ocorre, até sexta-feira (19/04), no auditório da Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas (EST/UEA), localizada na Avenida Darcy Vargas, bairro Chapada, zona centro-sul de Manaus

“É muito especial essa vinda aqui na região Norte, em particular do estado do Amazonas e discutir o impacto que essa região tem para o Brasil e para o mundo, ainda mais quando nós estamos vivendo o fenômeno do aquecimento global. E a ciência, tecnologia e inovação, dialoga objetivamente com esses desafios porque não há como se enfrentar aspectos do dia a dia e dos desafios que não seja através da pesquisa do desenvolvimento e dos investimentos de inovação”, acrescentou a ministra Luciana Santos.

A Fundação de Amparo Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) atua em 8 linhas de ação e mais duas ações padronizadas, entre elas: Fomento à formação Sustentável de Recursos Humanos; Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação; Meninas e Mulheres na Ciências e Empreendedorismo Científico. Para 2024, Lei Orçamentária Anual (LOA) prevê o investimento de R$ 130 milhões para o setor no Amazonas.

“Aqui é a oportunidade que a gente tem de dizer o que precisa, como pode contribuir também com o sistema nacional de ciência e tecnologia e de mostrar o que a gente faz aqui, então esses investimentos que foram relacionados realmente nos colocam numa posição de destaque no mundo”, ressaltou a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales.

A Fapeam também está entre as cinco agências de fomento no mundo que mais financia o desenvolvimento de pesquisas sobre a Amazônia. Os dados são da revista científica Elsevier.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Serafim Corrêa, as Conferências de CT&I, suspensas há 14 anos, representam um marco para este ano e vão propor recomendações para a elaboração da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCTI) 2024-2030.

“Nós ficamos quase um século totalmente fora do contexto nacional, internacional e do contexto mundial. Voltamos a ter alguma esperança com a zona franca de Manaus, mas nós não podemos ficar no único modelo. Nós precisamos nos dedicar, via ciência, tecnologia e inovação, bioeconomia, biodiversidade, produzir fármacos, investir na mineração sustentável, enfim, tomar os caminhos que a ciência nos recomenda”, afirmou Serafim.

As decisões tomadas durante a conferência regional serão encaminhadas para a etapa nacional, a 5ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, que acontecerá de 04 a 06 de junho, no Espaço Brasil 21, em Brasília (DF).

Em março deste ano, após dois dias de debates, a 5ª Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (CT&I) formulou propostas de políticas públicas que serão apresentadas na conferência regional. O evento foi promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Sedecti.

A cerimônia desta quinta-feira também contou com a presença do senador Omar Aziz (PSD), o reitor da UEA, André Zogahib, o secretário de Estado do Meio Ambiente, Eduardo Taveira, e de outras autoridades.

FOTOS: Alex Pazuello e Diego Peres/Secom